sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Maratona Btt Óbidos-MOBI

No passado domingo a nossa equipa esteve presente na 4º prova de Btt Troféu do Oeste, a mesma realizou-se na localidade de Óbidos. Este evento contou com duas distâncias, e os cerca de 600 participantes poderão optar pela meia maratona (40kms) e pela maratona (60kms). No que diz respeito aos nossos atletas estão todos de parabéns, pois todos eles conseguiram terminar a Maratona Btt Óbidos – MOBI com os seguintes resultados.

Meia-maratona
Luís Carvalho: 21º Geral - 01:47h - 3º Veterano B
David Moura: 83º Geral – 02:05h – 18º Veterano B
Pedro Alegre: 89º Geral – 02:06h – 34º Veterano A
Acácio Brilha: 138º Geral – 02:15h – 54º Veterano A

Vando Ferreira: 152º Geral – 02:17h – 24º Sub23+Elite
Márcio Lopez: 218º Geral – 02:40h – 30º Sub23+Elite

Maratona
João Paulo: 50º Geral – 03:23h – 8º Sub23+Elite
Marco Tavares: 79 Geral – 03:49 – 29º Veterano B



Para terminar resta-nos agradecer a presença dos nossos atletas neste evento, e também dar os parabéns à organização pela excelente manhã de convívio que proporcionou aos nossos atletas.
Venha a próxima!



segunda-feira, 12 de setembro de 2016

ArealBike no Douro Bike Race


O Douro Bike Race é intitulada como a mais dura prova por etapas de btt da Europa!
Além da mais dura é uma prova especial com um ambiente mágico.
Como tal é muito difícil para amadores conseguirem através da escrita exprimir o que se passou durante os quatro dias do DBR.
O nosso atleta presente foi o João Santos.

Então transcrevo o texto seguinte que é de fonte profissional, mais concretamente da revista o praticante. http://www.opraticante.pt/bttistas-dum-reino-maravilhoso-dbr/

"A Douro Bike Race (DBR) nasceu e cresceu fruto da paixão pela bicicleta e pela região que abrange – Serra da Aboboreira, Serra do Marão e Serra do Alvão.

Este ano a DBR regressa à Nexplore, que se comprometeu com o objectivo de trazer de volta uma das mais apaixonantes provas por etapas do mundo.

Na quinta-feira pela manhã já se sente o fervilhar do DBR, tudo se ergue para receber os atletas, arcos de meta, bandeiras, cartazes, fitas a marcar o Prólogo, que no primeiro dia nos dá a conhecer alguns dos recantos de Amarante numa distância de 6 km.

Primeiro dia de etapas da DBR
Primeiro dia de etapas e é a Serra do Marão que nos espera ao longo de 95 km com 3000 mts de desnível para “trepar” a tarefa que se prevê é desafiante. Ao iniciar a prova, o nervoso miudinho desaparece, assim que começamos a subir em direcção ao Parque Eólico do Marão, as primeiras paisagens avassaladoras, montanhas sem fim, que prazer é estar ali a pedalar, ainda bem que vim. Lá bem do cimo e no meio das torres Eólicas, descemos a grande velocidade, até à aldeia da Ferraria, o próximo desafio é uma das subidas mais duras da prova, “O Muro da Ferraria”, 1000 mts de desnível a vencer em cerca de 8 km, que marretada!



Respirar um pouco da paisagem ajuda até ao último abastecimento, água, sais, sumos doces e salgados é só escolher o que o corpo quer comer, os abastecimentos são como pequenos manjares, mas já só se pensa em voltar a ver Amarante, por entre single tracks chegamos finalmente. Na meta está a Luli Cox para nos receber, que energia tem esta mulher, é incrível a forma como somos acolhidos por todos, mas naqueles momentos seguintes, pensas, ainda tenho mais 2 dias de DBR, será que amanhã me consigo equilibrar na bicicleta? Espero que sim.




Alvorada é ainda mais cedo
Ao terceiro dia de prova a alvorada é ainda mais cedo, a prova arranca às 8:00 para a etapa rainha, Serra do Alvão, o briefing da noite anterior revelou que o o calor vai ser um dos inimigos, mais de 40º de máxima, os rock gardens são caminhos a percorrer, e as subidas sem sombra são os desafios a superar. São 90 Km com mais de 3300 mts de desnível para subir, subir, subir… Rápidamente passamos dos estradões de terra batida a caminhos de xisto lascados da Serra do Alvão, que cenário…

Reino é dos Infernos
Há vacas a percorrerem as paisagens do Reino Maravilhoso que Miguel Torga nos falava, e que reino, por momentos julgamos que o reino é dos Infernos tal é o calor que sentimos, a água parece que nunca chega e as descidas quase que são mais penosas que as subidas!




Finalmente algum conforto… depois do segundo abastecimento, onde amigos me esperavam para dar aquela SUPER força extra, obrigado malta, percorremos estradões que contornam as montanhas, a paisagem é digna de paragem para respirar tudo aquilo que nos rodeia…

Fisgas do Ermelo, o Monte farinha, e finalmente a passagem pelo Rio, que desafio… ao fim daqueles km, a levar a bicicleta ás costas e atravessar o rio agarrado a uma corda… mas, que bem que sabe a água fria nas pernas! Rápidamente o rumo é a meta, a festa, a energia o copo de cola com gelo à chegada… Que desafio foi este dia, que empeno monumental, que bom é chegar! Já só falta um dia.

No 4º e último dia, já só pensamos em cortar a meta… a Serra da Aboboreira e os 55 km não vão ser fáceis, pois metade são a subir num total de 1600 mts de desnível positivo… 3 quedas nos single tracks (deliciosos), quase seguidas, dão os sinais que o cansaço já é grande, mas a vontade de terminar a prova é ainda maior, que diversão, por momentos até esquecemos os km que já temos nas pernas, mas eis que tudo se resume a subir, Aboboreira acima, esta serra de pequena não tem nada! Finalmente o abastecimento, 10 minutos para respirar e abastecer, os abastecimentos foram fantásticos ao longo de toda a prova, a animação do STAFF que nos atestava os bidons era um verdadeiro PIT STOP!

Mas chega de comer e beber, a descida do alto da Aboboreira é cheia de adrenalina, parece uma montanha Russa… single tracks, estrada, caminho, pedras drops… esta descida era digna de um prova de DownHill, mas hoje foram destas rijas bicicletas e destes duros BTTistas.

A ultima travessia da Ponte de São Gonçalo liberta o sorriso de vitória, de conquista de orgulho, a medalha de Finisher é a peça que nos falta nesta viagem ao Reino Maravilhoso.

A Nexplore comprometeu e cumpriu. Só há uma coisa a pensar ARE YOU READY #DBR2017."

"Texto de Carlos Augusto"
(João Santos)


 Depois da medalha de finisher do DBR estar na vitrina da nossa cede a próxima grande aventura será de Madrid a Lisboa! Em modo non stop. Desta vez o atleta será o Roberto Ferreira.
Em 2017 estes dois atletas focados nas grandes distancias irão representar o ArealBike noutro continente! Brasil Ride vai ser a grande aventura em dupla. Novidades sobre isto em breve.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Reforço para a nova época que se avizinha!

Temos um novo membro da equipa.
O David Baião, ex atleta dos nossos amigos do Grupo Desportivo Marmeleirense.
O David entra cheio de vontade de ajudar o Areal em todos os sentidos. Quer desportivamente quer socialmente, pois é um atleta que gosta de andar em grupo, mesmo sendo muito competitivo.

Nós, ArealBike acolhemos este novo atleta com todo o gosto.



-David contamos contigo para ir cada vez mais alto e representar cada vez melhor o BTT em Alenquer!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

terça-feira, 12 de julho de 2016

Maratona BTT Cidade Caldas da Rainha

No passado domingo foi a 2ª prova a contar para o Troféu do Oeste.
Depois da Maratona de Peniche chegou a Maratona da Cidade de Caldas da Rainha na localidade de Campo.



O arranque foi obrigatoriamente rápido pois o bloco de atletas foi muito compacto como tem sido em todas as provas deste troféu. À medida que os atletas entravam nos trilhos em direção à costa o ritmo foi descendo pois a dificuldade técnica do percurso era bem presente. Depois de alguns quilómetros por trilhos e arribas sinuosas os nossos atletas entraram em alguns estradões mais rolantes. Para quem foi à meia maratona o percurso ia ficar por isso mesmo, ou seja a seguir à parte técnica foi rolante até cruzar a meta. Os atletas que se ficaram pela meia maratona foram, o Pedro Alegre, o David Moura, o Acácio Brilha e o Vando Ferreira. Por outro lado para o João Santos, o Marco Tavares e o Tomás Gomes que se propuseram a fazer a maratona de 76km o percurso começou a ter a dificuldade física de metade para a frente com subidas longas e a temperatura a aumentar.
Depois de passadas as dificuldades de altimetria o percurso voltou a ter alguma parte técnica e no fim ainda teve novamente alguns estradões que os atletas usaram para gastar o "ultimo cartuxo" usando o resto das forças para aproveitar os estradões para melhorar a sua prestação.



O nosso atleta João Santos alinhou-se à partida nesta prova com vontade de dar o seu melhor pois viu a sua prestação em Peniche estragada por uma corrente partida. Conseguiu assim um 12º lugar no escalão ficando em 70º na classificação geral.




O Marco Tavares  obteve um 29º no escalão, 81º da geral.
O nosso Atleta Marco achou a prova dura pois o acumulado estava maioritariamente na parte final do percurso, onde as pernas já vão com algum desgaste físico devido ao inicio rápido desta prova.
Quanto aos banhos e ao almoço o nosso atleta só teve a dizer bem.

O atleta Márcio Lopes, assim como o João Santos não pontuou na 1ª prova do trofeu do Oeste por motivos mecânicos, sendo assim aproveitou esta excelente prova para iniciar a sua pontuação neste troféu de Verão. A pesar da vontade de pontuar o Márcio sentiu dificuldades no arranque onde a média era altíssima, e por isso quando chegou à sua praia, que são os trilhos mais técnicos apanhou muitas filas de atletas acumulados que o atrasou mais do que desejava.
Foi seguindo então sempre a controlar até ao final onde deu para um 227º à geral e 44º no escalão elites.

Quanto ao Tomás Gomes fez este domingo a Maratona estreando-se nas distancias mais longas, onde conseguiu um 39ºlugar à geral e um excelente 9º lugar no seu escalão. A pesar disso fui a sua ultima maratona com a camisola do ArealBike. O atleta decidiu partir para novos objetivos e aventuras.
Toda a equipa deseja muita sorte com os novos projetos e que continue a divertir-se com o BTT, pois isso é a essência deste desporto! Até Sempre Tomás!


O David Moura ficou em 92º da geral e 17 do escalão, o Pedro Alegre ficou em 111º da geral e 45º do escalão, o Acácio Brilha conseguiu um 222º na geral e 86º no escalão, o Vando ficou em 93 da geral e 19º do escalão.


 






O ArealBike agradece a todos os patrocinadores e à organização dos BTTTeimosos pela exelente organização.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

24Horas Coruche 2016


24 horas de BTT em Coruche



Areal Bike, marcou presença mais um ano na edição de 2016, das 24 horas de BTT de Coruche e desta vez com uma maior diversidade na sua participação em três vertentes:


Equipa a solo, representado por Roberto Ferreira,





A equipa de 6 mista com Acácio Brilha, João Paulo Santos, Márcio Lopes, Marco Tavares, Pedro Alegre e a convidada, Andreia Lopes. Na equipa de 6 elementos masculinos a presença foi de, David Moura, Nuno Alegre, Vando Ferreira e os convidados, António Henriques, Filipe Costa e Nuno Ramos.
O objectivo da equipa foi representar o conselho de Alenquer na modalidade do BTT, dando o seu melhor e desfrutar de um fim-de-semana diferente, explorando o vicio das bikes.
O objectivo da equipa foi representar o conselho de Alenquer na modalidade do BTT, dando o seu melhor e desfrutar de um fim-de-semana diferente, explorando o vicio das bikes.





O no decorrer da prova e ao fim de 5 horas, os atletas começaram-se à perceber que algo estava errado, no que cabe à classificações e posições das varias equipas, pois as mesmas não coincidiam com os tempos e voltas reais. 

Esse problema levantou  algumas divergências e conflitos entre os participantes e a organização. 

Depois disto a desmotivação competitiva instalou-se nas nossas equipas.




Na prestação dos nosso atletas, o Roberto Ferreira, continua a sua saga, na preparação do grande objectivo deste ano, o evento que já se avizinha, Madrid / Lisboa. Que neste caso foi alcançado com a não pontuação das voltas que o atleta já tinha percorrido por razões que a organização não soube explicar,deixou de fazer sentido para o atleta continuar além das 12h56m, pontuando mesmo assim 24 voltas que o sistema de cronometragem assumiu ficando na 25ª posição.






A equipa de 6 elementos mistas o problema foi idêntico, tendo sido penalizada em 6 voltas ficando mesmo assim na 13º posição, pontuando apenas 46 voltas em 24h13m.









Na equipa de 6 atletas masculinos a situação repetiu-se não tão acentuada, mas as avarias em algumas bikes não ajudaram a melhor a posição do ano anterior, que até pelo contrario atiram a equipa para a 15º posição concluindo apenas 47 voltas em 24h02m.











Neste caso resta-nos deixar um alerta à organização que esteve de parabéns, nos progressos do ano anterior no que cabe ao trajecto, mais seguro e um maior empenho na manutenção dos trilhos ao longo de todo o tempo de prova.














Mas no que respeita ao empresa contratada para a cronometragem, foi um desastre, uma vez que os atletas que se reversa-vão, não tinham qualquer controlo, não necessitavam de esperar pelo colega para fazer a transição, o que beneficiou aqueles que se aperceberam desta falha e tiram partido da mesma.






De qualquer agradece-mos a todos os participantes pelo convívio e a boa disposição, assim como a todos os elementos do Areal Bike, convidados, apoios logísticos e patrocinadores, porque sem eles não seria possível.



Fotos:







sábado, 18 de junho de 2016

Equipamentos Renovados!



     O Arealbike Radioalenquer vem por este meio apresentar os novos equipamentos! Estes são os equipamentos oficiais para o resto da época 2016 e para a época 2017!















Desejamos aos nossos atletas grandes pedaladas com o símbolo do Arealbike Radioalenquer ao peito!